Central de Notícias

Grupo Cynthia Charone promove campanha no Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15/06/2021

Grupo Cynthia Charone promove campanha no Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa

O Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa é celebrado no dia 15 de junho, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU). Atualmente, o mês de junho, que ganhou a cor violeta, é dedicado para defender essa causa. Com o intuito de informar as pessoas quanto esse tipo de violência, o Grupo Cynthia Charone realizou uma campanha nesta quarta-feira (15), em Belém, em que foram distribuídos folhetos de orientação e posicionadas faixas nos semáforos para alertar e incentivar as denúncias. A ação, que teve início às 11h e se estendeu até as 15h, ocorreu em pontos estratégicos da Avenida Visconde Souza Franco, Avenida Presidente Vargas, Avenida Nazaré, Avenida Pedro Álvares Cabral e Travessa Padre Eutíquio, em locais onde a movimentação de pessoas é maior.À frente da ação, a médica oftalmologista Cynthia Charone, que também é especialista em Gerontologia, fala da importância de conscientizar a sociedade, sobretudo as famílias. "Esse é um passo importante, pois é muito doloroso constatar que a maior parte da violência ainda ocorre dentro de casa, praticada por quem deveria proteger as pessoas idosas que existem no seio da família, então o primeiro passo sem dúvida é conscientizar e denunciar todas as formas de violência", afirma.E os números dessa violência são alarmantes. Só no primeiro semestre deste ano, mais de 33,6 mil casos de violações de direitos humanos foram registrados contra o idoso no Brasil. Um aumento de 81% comparado com mesmo período do ano passado, segundo o painel de dados com os números atualizados divulgados pela Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH), de denúncias feitas no ano de 2021 para o Disque 100, conhecido como Disque Direitos Humanos. O Disque 100 é o principal meio de denúncias de violações de direitos dos grupos vulneráveis no Brasil.No Pará, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP) informou os dados comparativos do período de janeiro a maio. Em 2020, foram registrados 6.821 casos de violência contra os idosos no Estado. Já no mesmo período em 2021, foram computados 5.377 casos, apontando uma redução de 21% nos registros, porém sendo ainda números muito altos.Segundo os dados do Disque 100, as 33.611 denúncias de violência significam que, por dia, são registradas 228 denúncias contra idosos no país. Esse número representa ainda um quarto das denúncias que chegam ao Disque 100, um indicador que coloca a violência contra a pessoa idosa ocupando atualmente o segundo lugar em índice de denúncias recebidas (com 26%), perdendo somente para os índices de violência contra crianças e adolescentes (31%), mas fica à frente dos números de denúncias de violência contra a mulher (22%).Há ainda uma dolorosa constatação nesses números. Entre os dados de violência contra idosos, 73% das denúncias envolvem mulheres idosas como vítimas. Há uma feminização da violência contra a pessoa idosa. A mulher idosa tem três vezes mais chance de ser vítima de violência. Outro dado preocupante das estatísticas dos órgãos de proteção à pessoa idosa no Brasil é que nos últimos anos os maiores agressores são pessoas próximas, como filhos, outros familiares e pessoas conhecidas como amigos, cuidadores e até vizinhos.Se você for vítima ou presenciar uma situação de violência, não se cale. Denuncie!Disque Denúncia: 180Delegacia do Idoso: (91) 3222-7564Ministério Público (Promotoria da Pessoa Idosa): (91) 4006-3400

Ver mais >
Vacinação avança e nos aproxima das atividades presenciais
07/06/2021

Vacinação avança e nos aproxima das atividades presenciais

O ditado popular “melhor prevenir do que remediar” nunca foi tão atual e necessário, principalmente na prevenção por meio de vacinas. Muitas doenças no Brasil e no mundo deixaram de ser problema de saúde pública pela vacinação em massa da população. Poliomielite, rubéola e tétano são só alguns exemplos de doenças do passado que não preocupam mais as novas gerações.O Brasil tem um Dia da Imunização, celebrado em 9 de junho, para reforçar a conscientização da população pelas vacinas. Esse ano, porém, pela necessidade de combater a pandemia de Covid-19, todos os dias tem se falado de vacinas.Até este momento, três vacinas – a Coronavac/Instituto Butantan; AstraZeneca/Fiocruz e Pfizer/BioNTec - estão em uso na campanha do Governo Federal junto a Estados e municípios. Graças a elas, o Ministério da Saúde do Brasil atingiu em maio a importante marca de mais de 50 milhões de doses aplicadas, vacinando mais de 47% dos grupos prioritários contra a Covid-19.Vitória da ciência e da nossa populaçãoNós, do Cynthia Charone, nos apressamos desde o início em apoiar, incentivar e atuar na vacinação contra a Covid-19, respeitando cada grupo do calendário. Começamos por nossos profissionais de linha de frente, para garantir o atendimento ainda mais seguro.Em seguida, divulgamos massivamente as datas de cada faixa etária ao nosso público-alvo, e para honra e glória do Senhor Jesus, todos que puderam foram vacinados. Esse resultado nos aproxima a cada dia da retomada presencial de todas as nossas atividades.E, claro, voltaremos ao presencial adotando sempre com os cuidados que devem ser mantidos no novo normal, como o distanciamento físico, uso de máscaras e muito álcool em gel, mas tudo valerá a pena em nome das atividades que fazem bem ao nosso corpo e, principalmente, à nossa alma!

Ver mais >
15 de junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
07/06/2021

15 de junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa

Este ano, a Lei Federal nº 10.741, ou Lei do Estatuto do Idoso, vai completar sua maioridade. Ela foi sancionada em 1º de outubro de 2003, para regulamentar os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, que é a idade em que somos considerados oficialmente idosos no Brasil.De lá até aqui, nesses quase 18 anos, muitos avanços foram alcançados em relação aos direitos da pessoa idosa. Além disso, o Estatuto traz questões importantes sobre a prevenção à violência, tema o qual ainda precisamos tratar em diversas esferas.Por isso temos também um dia para lembrar essa temática no mundo inteiro. 15 de junho é o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, e é preciso que esse alerta tenha eco em cada lar, em cada família.Por isso nós, que lutamos diariamente por respeito à pessoa idosa, distribuímos amplamente em 2019 a cartilha de prevenção à violência contra as pessoas idosas, editada em parceria com a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, presidida pela advogada Dra. Letícia Bitar, da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pará. Mas a cada ano reforçamos essa luta pela garantir de um envelhecimento ativo e com qualidade de vida, que passa também pelo respeito à cada pessoa que alcança a fase dos 60 anos e acima, e que já contribuiu muito com sua família e com o nosso país.Na página seguinte trazemos algumas dicas de como identificar e denunciar esse tipo de situação, pois combater e denunciar a violência contra a pessoa idosa é um dever de todos nós.Tudo começa pelo respeito!Cynthia Charone, Mério Muniz e equipeViolência contra a pessoa idosa - aprenda a identificar:O que caracteriza violência contra o idoso?De acordo com o Estatuto do Idoso, a violência contra o idoso pode ser definida como “um ato único, repetido ou a falta de ação apropriada, ocorrendo em qualquer relacionamento em que exista uma expectativa de confiança que cause dano ou sofrimento físico ou emocional a uma pessoa idosa”.Quais são os tipos de violência contra o idoso?A violência contra a pessoa idosa acontece de várias formas. Os tipos mais comuns são: violência física, psicológica, institucional, patrimonial e sexual. A negligência, o abuso financeiro e a discriminação também são formas identificadas de violência.Quem são os agressores contra o idoso?As estatísticas dos órgãos de proteção à pessoa idosa no Brasil apontam que, infelizmente, no últimos anos os maiores agressores são pessoas próximas. No Pará, entre 2018 e 2019, o maior número de casos registrados foi de filhos (124 casos, 65% do total) seguidos de outros familiares com 36 ocorrências (19%) e de pessoas conhecidas (15 dos casos, 7% dos registros), grupo no qual estão incluídos amigos, cuidadores e vizinhos.Quais os direitos que você consegue identificar como sendo violados em relação aos idosos?É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e a convivência familiar e comunitária. Então, é importante conhecer o Estatuto do Idoso e observar o fiel cumprimento a esses direitos.O que fazer quando você se sentir vítima de violência ou suspeitar que uma pessoa idosa está sendo vítima de violência?Se for você a pessoa vítima de violência, procure uma pessoa em que confie, preferencialmente fora do núcleo de onde está sendo praticada a violência, fale sobre o que está acontecendo e peça ajuda. Essa ajuda também pode ser pedida a um profissional de saúde de uma unidade perto de sua casa, ou, ainda, busque os Conselhos Municipal e Estadual do Idoso, o Ministério Público ou diretamente a Delegacia do Idoso. Da mesma forma você deve proceder ao se deparar com situações de violência a uma pessoa idosa próxima de você.Não se cale. Denuncie!Disque Denúncia: 180Delegacia do Idoso: (91) 3222-7564Ministério Público (Promotoria da Pessoa Idosa): (91) 4006-3400

Ver mais >
Profissionais do Cynthia Charone mobilizam a sociedade para atividades físicas
07/06/2021

Profissionais do Cynthia Charone mobilizam a sociedade para atividades físicas

"Mudanças podem transformar sua vida”.Em continuação à programação mensal deste mês de junho, alusiva à Semana de Medicina de Estilo de Vida (globalmente conhecida como "Lifestyle Medicine Week"), os profissionais de educação física e dança do Grupo Cynthia Charone voltam à praça Belém Porto Futuro para um novo circuito de atividades físicas, que seguirão por todas as quartas-feiras deste mês de junho, das 17h30 às 19 horas.Os circuitos envolvem aquecimento, aulões de fitdance e outros ritmos, e exclusivamente nesta semana, no dia 09/06, será alusiva ao “Dia dos Namorados”, portanto, todos estão convidados para fortalecer as suas conexões sociais, mas especialmente os casais que gostam de praticar atividades físicas juntos, e os que gostariam de um “empurrãozinho” para começar. Tudo, claro, com uso obrigatório de máscaras e distanciamento social.As atividades físicas estão sendo levadas pelos profissionais da Clínica 35 + Medicina de Estilo de Vida, do Grupo Cynthia Charone, para mobilizar a sociedade sobre a importância da mudança de hábitos para a saúde e a qualidade devida, já indicada em diversos estudos que apontam como a mudança de hábitos, com base nos seis pilares da Medicina de Estilo de Vida (MEV), além de prevenir doenças, ajuda a evitar agravos e até a reverter doenças crônicas comuns nas pessoas com hábitos de vida sedentários.Além das atividades físicas, os pilares da MEV envolvem a alimentação saudável; o sono adequado; o controle do álcool e eliminação do tabagismo; o gerenciamento do stress e o fortalecimento das conexões sociais.Sobre a Semana de Medicina de Estilo de Vida, que teve no início do mês atividades da sua semana mundial, a Lifestyle Medicine Week, é uma campanha e mobilização global para a mudança de comportamentos e adoção de novos hábitos saudáveis.Ela baseia-se nos seis pilares essenciais do estilo de vida: nutrição saudável, prática regular de exercícios físicos, sono regular, manejo do estresse, abuso de substâncias tóxicas e conexões sociais. A MEV usa desses pilares como terapia primária para o tratamento e reversão de doenças crônicas.Participe!Aulões de atividades físicas abertos ao público e orientados por profissionais, todas as quartas-feiras de junho*, das 17h30 às 19 horas, na Praça Belém Porto Futuro.*Exceto pela quarta-feira dia 16/06/21

Ver mais >
Conheçam a Cycy, nossa assistente virtual!
01/06/2021

Conheçam a Cycy, nossa assistente virtual!

O Grupo Cynthia Charone agora também está no WhatsApp! Essa novidade é motivo de muito orgulho para todos nós, afinal, ela vem para melhorar cada vez mais nosso atendimento e ajudar você no que for preciso. O sistema de Chatbot é uma forma de automatizar mensagens através de inteligência virtual, isso é, um atendimento de qualidade com muito mais rapidez.Mas, mesmo sendo um instrumento de tecnologia, a Cycy foi concebida dentro dos nossos valores de humanização e amor ao próximo, para que você se sinta acolhido também no nosso ambiente virtual.O número você já conhece. É só chamar no WhatsApp: (91) 4009-8500 ou simplesmente clicar aqui.Atendimento de segunda a sexta-feira, de 07h30 às 18h00.

Ver mais >
Conheça a Semana de Medicina de Estilo de Vida 2021
31/05/2021

Conheça a Semana de Medicina de Estilo de Vida 2021

O Colégio Americano de Medicina do Estilo de Vida (The American College of Lifestyle Medicine) promove todos os anos, a Semana de Medicina do Estilo de Vida, a LMWeek, evento global que tem o intuito de criar conscientização sobre o impacto das nossas escolhas para a vida de cada um de nós. Nesse ano, essa importante semana ocorre no período de 30 de maio a 5 de junho. Mas, afinal, o que é a Medicina do Estilo de Vida (MEV)?A Medicina do Estilo de Vida é a prática baseada em evidências para ajudar pessoas a adotar e manter comportamentos saudáveis que afetam a saúde e a qualidade de vida. Nutrição adequada, atividade física regular, sono adequado, manejo do estresse, controle de substâncias tóxicas e conexões sociais são os seis pilares da Medicina do Estilo de Vida. Acompanhe mais sobre esta semana em nossas redes @grupocynthiacharone e @35mais_cynthiacharone e adicione muito mais vida aos seus dias!

Ver mais >